terça-feira, 12 de maio de 2020

Dois meses inteiros de isolamento social

Hoje completo dois meses inteiros... inteirinhos de isolamento social!

Comecei no dia 12/03, meio sem saber quais seriam as regras, o tempo, as consequências. Bem ingênua, eu pensei que em duas semanas o "Estado de alarma" acabaria e a vida retornaria ao normal... mal sabia eu, dois meses atrás, o normal já não existia.

No começo me entrou um certo pânico de não saber direito com o que estávamos lidando. Então me informei o máximo que podia, e fiz até o texto que postei por todos os lados, pedindo que as pessoas tivessem a decência de tentar fazer a mesma coisa, e entender do que se estava falando. Alguns entenderam e outros não. Paciência - cada um faz o que lhe convém.

Fazia uns vídeos no Instagram, alertando da importância de começar a quarentena, ou o isolamento social, de forma voluntária. Para tentar evitar que acontecesse no Brasil o que estava já acontecendo na Espanha e na Itália.

Naquela época muita gente me procurava e me escrevia dizendo "Mas é verdade mesmo? Não é exagero, não? Mas 'só' morre velho...". Enfim, eu ia respondendo com a maior paciência do mundo, tentando não mandar muita gente querida à merda ou tentando não me sentir uma imbecil que estava em casa sem motivo nenhum para pânico.

Mas teve um dia em particular que me abalou, e abalou geral. Foi quando anunciaram que a pista de patinação do Palácio de Hielo ia ser transformada em necrotério... porque as funerárias não estavam dando conta de retirar e incinerar os corpos das vítimas da Covid-19. E por que me abalou? Porque eu vivo há 500 metros do Palácio de Hielo. É meu "shopping", onde eu faço compras, vou no cinema, no Goiko Grill, onde eu compro manteiga de amendoim, onde passo no McDonald's de madrugada! 

E tudo que eu conseguia visualizar naquele momento era um pista de patinação no gelo, bastante grande, coberta de cadáveres.

Pista de patinação do Palacio de Hielo em Madrid

Nesta noite eu fui dormir pensando nisso, infelizmente, e quando acordei, vi uma comoção nas redes sociais sobre o pronunciamento do completo imbecil que foi eleito presidente... falando que aquilo não passava de uma gripinha.

Gripinha X 800 mortes por dia na Espanha

E a pista de gelo que ficou pequena pra quantidade de corpos... em menos de uma semana.

Não quero transformar isso num texto político, simplesmente porque comentei há dois meses atrás que essa briga não é política e nunca será. Mas desde então só vi Bolsonaro fazendo cagada, do tipo demitir o Ministro da Saúde, perder o Sérgio Moro e organizar churrasco. 

E o pior disso tudo? Ver alguns amigos e familiares ainda apoiando esse ser...

Foi então que eu decidi me afastar um pouco do Facebook por uns dias. Quando vi que não tinha jeito, e a informação, ou a falta dela, não me deixava descansar, passei a deixar de seguir pessoas, classificar algumas postagens como fake, deletar pessoas diretamente, e repassar muitos vídeos do Átila sobre o assunto

Mas nada disso tem adiantado muito. Ainda vejo postagens do tipo "ah, então eu fico em casa mas o coitado do verdureiro tem que abrir?" SIM, SUA ANTA! O verdureiro está mantendo pessoas alimentadas... e você tá fazendo o que? Indo no bar?

Assim que, como eu não conseguia lutar contra burrice, ou o sistema (não tenho energia pra isso) e precisava tirar da minha cabeça a quantidade de cadáver na pista de patinação no gelo, eu resolvi inundar minha cabeça com mil outras coisas. 

Assim que em dois meses eu fui capaz de:


  • Recuperar meu trabalho de ponto-cruz
  • Terminar livros, começar outros
  • Beber quase todo dia, porque dá vontade mesmo
  • Recuperar a cantoria e o violão pra acompanhar
  • Fazer show particular prazamigas
  • Transformar o show particular em Lives do Instagram
  • Subir algumas coisas novas no Youtube ou no próprio Instagram
  • Entrar em contato com gente das antigas
  • Responder ao contato da gente das antigas (Aliás, muita coisa das antigas batendo na porta aqui! Por aí também?)
  • Sentir falta da minha contagem de aviõezinhos... (no âmbito trabalho, não como white people problem, que não vai poder viajar pra Mykonos esse ano...)
  • Fazer pão!!
  • Pensar na vida e no futuro e resolver congelar o pensamento por agora
  • Trabalhar mais do que nunca
  • Ficar de saco cheio de Teams e Conf Calls
  • Participar de festas e shows online
  • Começar um curso online e morrer de tédio com a quantidade de leitura
  • Fazer exercício três vezes por semana (todo um record pessoal)
  • Conectar pessoas...





(Essa é a minha realidade, e foi o que me deu vontade fazer. Para quem ficou dois meses de pernas pro ar, esperando passar, isso é igual de válido! Importante é respeitar o seu momento)

Há uma semana eu já posso sair na rua pra dar um passeio em horas organizadas... mas não dá vontade. Muita gente na rua, com grande risco de ter uma segunda onda de contágio.

E eu estou muito bem em casa, obrigada!



Não sei onde ou quando isso vai parar, não sei como será a nova normalidade... não sei quando volto às reuniões pessoais e profissionais, não sei quando vou contar aviões de novo.

Mas já disse isso, e sigo dizendo, é um prazer estar na Espanha agora!

Ah! E o Palácio de Hielo já teve sua pista de patinação liberada de cadáveres. E eu segui (e sigo) indo lá fazer as compras da semana, pois a administração daquele lugar merece TODO O MEU RESPEITO.

Quanto ao Brasil... espero que o processo de evolução faça seu trabalho. 

Mas é uma pena, de verdade, que muitas outras vidas serão perdidas no processo.


Darwin - Um sábado qualquer

Do mais, fica em casa sim, se puder!







domingo, 15 de março de 2020

Covid-19 - A negação pode custar BEM caro


Texto atualizado no dia 02/04/2020

É gente, não teve jeito - essa história explodiu na minha cara e na minha vida.

Até umas semanas atrás eu pensava que toda essa história do Corona Virus e da Covid-19 - era alarme da mídia, manobra econômica da China pra comprar soja barata e um alardeo geral  sobre uma gripe!

O Corona Vírus. Fonte: CNN

Ledo engano, caros amigos!

Como eu tomei consciência do real problema sobre a Covid-19?

Primeiro, gostaria de esclarecer um conceito aqui: Corona Vírus é o agente causador da doença que se chama Covid-19! Uma pessoa pode ser portadora do vírus e não desenvolver a doença, mas ser um transmissor.

Agora vamos à história!

No dia 24 de fevereiro eu tinha uma viagem marcada pra Itália! Ia entrar por Milão e sair por Veneza. De repente, no sábado a noite anterior à viagem, o meu contato de Milão me manda uma mensagem pelo WhatsApp: "Camila, não venha! As escolas e universidades serão fechadas por conta do Corona Virus e talvez vocês não consigam sair daqui".

Eu estava na casa da Ju, e o marido dela tinha acabado de voltar... de Milão. Em seguida o filhinho dela ficou doente e acenderam todos os alarmes de uma possível contaminação... que não aconteceu - vou deixar claro.

Neste momento eu só pensava: que balbúrdia toda é essa? E fiquei feliz de cancelar tudo e fazer as reuniões online, pois tinha outras 4 viagens marcadas para as semanas seguintes, e não queria ser "grupo de potencial contaminação" por ter viajado pra Itália. Afinal de contas, meus colegas que estiveram na China foram proibidos de entrar em diversos outros países...

Depois de viajar pra Irlanda e pra Portugal e de ver uns quantos casos na Espanha, segui me considerando "fora do grupo de risco" e continuei a minha vida, pois né? Era só uma gripe... 

Em poucos dias... 3 ou 4, Madrid triplicou de casos e o governo agiu SUPER RÁPIDO (na minha humilde opinião) em fechar as escolas e comércios... enquanto as pessoas seguiram vivendo suas vidas com as crianças no parque ou na casa dos avós.

Até mesmo a minha empresa levou 24 horas pra organizar o trabalho em casa, enquanto eu ia seguir indo pro escritório e fazendo minhas viagens. Uma companheira de trabalho me disse: "Camila, deixa a sua sala livre pra quem realmente tiver que seguir trabalhando daqui: financeiro, logística, compras... e reduza o nível de contaminação!".

Foi então que eu percebi que aquilo era sério e eu não tava sabendo qual era a realidade da história toda.

E como boa cientista, fui aprender e passar pra adiante esse conhecimento!

Os primeiros vídeos que me pareceram sóbrios e honestos sobre o assunto foram estes:






O que a Covid-19 faz e como o contágio é propagado?


Este é um vírus muito parecido a uma gripe ou resfriado sim, porém com um efeito de ataque ao sistema respiratório, portanto:

  •  20% das pessoas infectadas precisarão de cuidados médicos, e internação hospitalar por DIAS OU SEMANAS!
  • Até 5% das pessoas infectadas podem precisar de cuidados dentro de uma UTI, e não existe cidade NO MUNDO que possa atender essa demanda de leitos por tanto tempo.


Então o GRANDE PROBLEMA por trás do Corona Virus é o colapso do sistema público de saúde, e o fato de que outras doenças tão ou mais graves do que essa podem ter que ser deixadas de ser atendidas porque os hospitais estão abarrotados de gente "gripada".

Isso aconteceu na China, no Japão, em Taiwan, em Singapura, na Itália e esteve prestes a acontecer na Espanha... porém a campanha e o governo agiu rápido pra evitar que a curva de contágio tivesse um pico tão alto!





Grupos de risco


As crianças e os jovens não são grupos de risco, porém são vetores da doença, que se espalha muito rápido. CADA 1 PESSOA INFECTADA PODE PASSAR O VÍRUS PARA OUTRAS 3, enquanto nem apresenta os sintomas, ou tem um quadro muito leve de sintomas... Os grandes afetados com risco de morte são:

  • Idosos
  • Pessoas com asma, bronquite ou problemas respiratórios ligados ao pulmão
  • Hipertensos
  • Cardíacos
  • Diabéticos
  • Pessoas com doenças auto-imunes
  • Pessoas que passaram por transplantes de órgãos
Por isso é tão importante manter o distanciamento social entre as pessoas, e principalmente dos grupos de risco!


É uma PANDEMIA! E o que isso significa na prática?




  • É um vírus ja presente em TODOS OS CONTINENTES DO MUNDO.
  • Não existe mais territórios com menos ou mais risco de contaminação - o vírus já está em muito locais e o contágio já é considerado comunitário, ou seja, já não é mais alguém que esteve na China ou que veio da Espanha - são pessoas que foram ao bar, ao show, à igreja, e se infectaram por outras...
  • Já não se fazem mais testes pra verificar se alguém tem ou não o virus. Os testes são deixados para casos graves em hospitais
  • E DETALHE IMPORTANTE: Pessoas com sintomas devem ficar em CASA! E cuidar da febre e da dor de garganta com antinflamatórios como o Parecetamol (no momento que eu fiz o texto começaram a sair informações sobre o Ibuprofeno e a Cortisona ser contra-indicado em caso de Covid-19)

No dia que postei este texto, o número de infectados era de 150.000... agora são quase 1.000.000 de pessoas!




Medidas de isolamento - #YoMeQuedoEnCasa


Na própria quarta-feira, dia 11/03 (18 dias depois do meu primeiro "alarme"), as escolas e universidades já estavam fechadas ou dando aulas online, empresas mandando os funcionários trabalharem de casa, e inclusive eu cancelei todos meus compromissos e viagens, e foi dado início à campanha Yo me quedo en casa (Eu fico em casa).

Porém muita gente não deu muita atenção e achou  que eram férias forçadas fora de hora... e os parques se encheram, as terrazas dos bares, galera combinando de sair e festar... então foi onde o Governo da Espanha foi certeiro e eu aplaudi, literalmente.

No dia 14/03, sábado - alguns dias depois do início da campanha, essas são as medidas tomadas em TODO o território espanhol (e outros países europeus estão segundo o exemplo pouco a pouco):

  • Este "estado de alarma" vai estar em vigência nos próximos 30 dias a partir do do seu anúncio, ou seja, até 13/04. (Mas com certeza será prorrogado)
  • O Governo Central toma o mando das decisões e dos decretos, que no caso da Espanha, por ser um território descentralizado, é importante deixar claro!
  • Ficam restringidos os movimentos da população, salvo para:
    • Comprar alimentos ou remédios
    • Ir ao trabalho se não for possível o trabalho à distância somente para os serviços de primeira necessidade, como é o caso da agricultura!
    • Ir a hospitais e centros sanitários
    • Ir ao banco
    • Dar assistência a idosos e crianças ou pessoas com algum tipo de necessidade especial
  • As estradas poderão ser cortadas e a circulação de veículos será controlada por forças armadas (polícia e/ou exército).
  • As empresas estão obrigadas a disponibilizar o trabalho de casa, sempre que possível.
  • Redução do transporte público pela metade (ônibus, trem e metrô).
  • Todos os bares, restaurantes, cafeterias podem seguir funcionando para entregar alimentos e bebidas por pedidos online, e as pessoas podem até ir comprar, mas não podem consumir no local.

E o que o Brasil tem a ver  com tudo isso?


O virus já chegou no Brasil e o contágio comunitário já é uma realidade! Muita gente pensa que o Corona Vírus não sobrevive no calor... mas tá aí o exemplo de Taiwan e Singapura que indicam o contrário.

A medida preventiva que deve ser tomada AGORA é: Evitar aglomerações MESMO e ficar em casa!

Esse é um esforço que TODOS estão fazendo para conter a onda de contágio e a curva de pessoas doentes. Conversem com seus parentes, e com os jovens da família. Todos precisamos nos comprometer a frear essa doença ou fazer com que menos pessoas sofram as consequências.

Outro vídeo muito esclarecedor sobre já está agora no Brasil:








Aprendizados pra tirar sobre tudo isso!


Fazendo uma revisão do que tem acontecido nos últimos dias, como boa Project Manager que sou, devemos sempre pensar nas Lições Aprendidas sobre qualquer situação ou "projeto":

  • As empresas precisam aprender a flexibilizar cada vez mais o home-office e a facilidade que as pessoas podem ter de trabalhar de qualquer lugar, não necessariamente tendo que estar fisicamente no escritório.
  • Algumas reuniões podem sim ser substituídas por conf calls ou e-mails, e isso pode levar a uma grande economia de orçamento... além de reduzir a carga de viagens e tempo das pessoas fora do escritório ou de casa.
  • Ideologia política tem hora e lugar. Em um momento como esse, não interessa se você é de direita ou esquerda... todos precisamos nos unir e confiar nas políticas públicas apresentadas. E obedecê-las!
  • Às vezes não depende só do Governo, mas sim de nós mesmos... ficar em casa e evitar ou parar uma pandemia começa com cada um de nós, e o nosso grãozinho de areia e solidariedade que podemos aportar.
  • A Internet é um meio incrível de manter a saúde física e mental das pessoas! Estamos tendo várias aulas online para seguir nos movimentando em casa, além de poder marcar encontros virtuais e momentos de distração com a magia de um click!

E por útimo, quando tudo isso acabar, vamos dar mais valor ao nosso direito de ir e vir, além das pessoas ao nosso redor e como é importante poder dar beijos e abraços!